Você vai ficar de cara com os fetiches que  temm por ai.



A monotonia pode ditar o fim de um relacionamento, o casal deve manter a chama acesa.A maneira mais eficaz é inovar, não ter medo de experimentar. O casal deve partilhar fetiches e desejos e juntos experimentar um mundo novo de prazer. Deixamos aqui alguns dos fetiches preferidos:
Crossdressing ( troca de roupa)
Como o nome indica consiste na troca de roupa pela casal, numa fase mais profunda o casal pode mesmo assimilar gestos e comportamentos do sexo oposto.
Spanking ( palmadas)
Consiste em dar palmadas no parceiro, normalmente estas são dadas nas nádegas. As palmadas podem ser dadas com as mãos, chicotes, réguas, …
Ponyboy
Nesta fantasia o homem transforma-se num pequeno cavalo, que a mulher domina e monta, o homem deve demonstrar obediência e assimilar comportamentos de animal.
Clamp
Consiste na utilização de elásticos e molas que são colocados nos mamilos e nos lábios vaginais, o parceiro deve controlar a intensidade.
Trampling
Ideal para quem gosta de ser pisado, seja com os pés descalços ou com saltos altos.
Não tenha medo de experimentar.
Podolatria: Pés fetiche: o prazer sexual está relacionado aos pés do parceiro. É comum ocorrer massagens e até masturbação usando apenas os pés. Tive alguns clientes que enlouqueciam de prazer com os meus pezinhos nº34/35. Gozavam apenas neles. Cada fetichista (podólatra) tem os seus pontos prediletos nos pés, como a sola, os dedos (algum específico), o tamanho dos pés, o contorno, as unhas (coloridas por esmaltes ou sem nada), pés descalços ou com meias e até calçados etc. Há uma variação de podólotras conhecida como fungifilia, que adora os pés com frieiras e micoses em geral.
Bondage: geralmente o prazer sexual está associado ao sadomasoquismo, sendo a maior fonte de prazer: amarrar, imobilizando o seu parceiro sexual. Pode haver penetração sexual ou não, isso depende do gosto de cada um. No bondage usa-se: cordas, mordaças, vendas de olhos, algemas (também algemas de dedos), grilhões, camisa de força, correntes, cadeados, eletros-ejaculadores, coleiras etc. Sadismo (sexual): denota a excitação e prazer provocados pelo sofrimento alheio, que pode ser físico ou psicológico. Masoquismo: é uma tendência oposta e complementar ao Sadismo, onde a pessoa sente prazer sexual ao sentir dor ou se imaginar em tal situação. Um assunto no qual várias pessoas tem concerteza de umas maneiras inusitadas.
A palavra fetiche tem origem francesa e significa feitiço. O fetiche é, sobretudo, uma espécie de obsessão por alguma coisa, uma situação, pessoa, ou parte da pessoa. Uma atração ou fixação incontrolável que dá origem a um prazer intenso. Nem todas as espécies de fetiche estão diretamente ligadas à prática sexual.
Temos ainda fetiches originados por situações diversas, desde fazer sexo em locais públicos, dentro dos automóveis, elevadores, entre outros. Sado-masoquismo, voyeur entre outras práticas são ainda consideradas atos de fetiche
Humilhação verbal também pode ser considerada Masoquismo. O que dá mais excitação nesse fetiche (bondage), nem sempre é a dor física, mas sim a humilhação, a sensação de inferioridade e impotência, já que a pessoa está imobilizada. O termo BDSM, significa Bondage, Disciplina, Sadismo e Masoquismo. Os praticantes de BDSM prezam pela segurança do(s) parceiro(s) envolvido. Nada é feito com o intuito de machucar ou matar ninguém, mas sim proporcionar prazer.
Voyeurismo: o prazer sexual consiste em observar as pessoas, que podem estar nuas, apenas de lingerie, transando, se masturbando, dormindo, entre outros. A característica principal é que um voyeur NÃO toca na pessoa, que normalmente nem imagina que está sendo observada. Ele sente prazer em fazer isso “escondido”, muitas vezes, dependendo da distância, eles acabam usando até binóculos, câmeras entre outros, enquanto se masturba durante ou após observar aquele que escolheu para o seu prazer momentâneo. Acredito que muitos de nós somos adeptos ao Voyeurismo. Ou será que você nunca olhou por um buraco de fechadura ou uma janela alheia?
Maieusofilia: nesse caso, o prazer sexual consiste em transar ou apenas observar uma mulher grávida, ou também com a visualização de partos.
Frotteurismo: o prazer sexual se dá na fricção dos órgãos genitais em outras pessoas vestidas (vulgo encoxar), isso acontece comumente em ônibus, trens, elevadores etc.
 

Categories:

Leave a Reply